sábado ,24 outubro 2020
Home / MMA nacional / Em retorno do Thunder Fight, Claudio Ribeiro fatura cinturão peso-médio e Jailton Malhadinho derrota ex-UFC

Em retorno do Thunder Fight, Claudio Ribeiro fatura cinturão peso-médio e Jailton Malhadinho derrota ex-UFC

Em retorno do Thunder Fight, Claudio Ribeiro fatura cinturão peso-médio e Jailton Malhadinho derrota ex-UFC

 

O Thunder Fight retomou as atividades do MMA no Estado de São Paulo em grande estilo e correspondeu todas as expectativas. Atendendo aos protocolos exigidos pelos órgãos de saúde competentes, a franquia de lutas paulista realizou ao todo 14 combates no último domingo (11), entre amadores e profissionais, com destaque para o novo campeão dos médios, Claudio Ribeiro, e Jailton Malhadinho, que emplacou sua sétima vitória seguida.

Protagonistas da noite, Claudio Ribeiro e Marcus Jon Jones fizeram um confronto rápido e sem muito estudo para nenhum lado. Conhecido pelo seu forte poder de trocação, Claudio acertou um chute logo no começo do combate, que desequilibrou Jon Jones. Na sequência, Marcus tentou dominar o centro do cage, encurralando Claudio, que contra-atacava com muita sabedoria. Fulminante, como em suas duas últimas vitórias no cage do Thunder, Claudio conectou uma série de socos, que balançou Marcus Jon Jones e deu números finais à disputa de cinturão com menos de 2 minutos do primeiro round.

Malhadinho vence mais uma e pede cinturão

Outro destaque da noite foi a importante vitória do baiano Jailton Junior Malhadinho em cima do ex-UFC Ildemar Marajó. Em um duelo bastante aguardado, Malhadinho emplacou agora uma série de sete lutas vencendo, todas por nocaute ou finalização. O atleta, de 29 anos, fez uma luta segura e abusou da sua envergadura nos golpes em pé, e quando teve chance, no último minuto, encaixou um lindo katagatame.

“Alô, Dana (White, presidente do UFC). Eu venci dois veteranos do UFC, eu mereço uma chance”, disse Malhadinho, no cage do Thunder Fight, pedindo ainda para disputar o cinturão da categoria meio-pesado.

Lutas eletrizantes completam o card principal

O Thunder Fight 23 contou ainda com mais três excelentes confrontos. Na abertura do card principal, Queila Braga enfrentou Ediana Mel em um duelo de três rounds. No fim, melhor para Queila, que superou a rival por decisão unânime dos jurados. Já na sequência, foi a vez dos invictos Hugo Paiva e Roque Conceição, que travaram uma batalha espetacular, também de três rounds. Mais contundente, o peso-pesado Hugo Paiva teve seu braço levantado por decisão dividida dos árbitros, e segue sem saber o que é perder.

No terceiro combate do card principal, Tainara Lisboa, bicampeã mundial de Muay Thai, encarou Daline Silveste, e para quem achava que ela iria partir para a trocação, errou. A atleta de Santos colocou Daline pra baixo com sabedoria e fez um giro avassalador para encaixar um katagatame no primeiro round.

RESULTADOS COMPLETOS:

Thunder Fight 23
Thunder Fight Center, em São Bernardo do Campo (SP)
Domingo, 11 de outubro de 2020

Card principal
Claudio Ribeiro derrotou Marcus Jon Jones por nocaute técnico no 1R
Jailton Malhadinho finalizou Ildemar Marajó com um katagatame no 1R
Tainara Lisboa finalizou Daline Silveste com um katagatame no 1R
Hugo Paiva derrotou Roque Conceição por decisão dividida dos jurados
Queila Braga derrotou Ediana Mel por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Tito Martins x Carlos Mini Hulk foi declarado “No Contest” (sem resultado)
Erick Washington derrotou Lucas Escobar por nocaute no 1R
Cícero Livio derrotou Nicelio Vieira por finalização no 1R

MMA amador
Mariana Poltronieri derrotou Vitória Aquino por decisão unânime dos jurados
Arthur Portes derrotou Valdiran Santos por finalização no 1R
Athos Alexandre derrotou Julior César por finalização no 1R
Lui Mardoche derrotou Douglas Ferreira por decisão unânime dos jurados
Marco Black Diamond derrotou Lucas Della por decisão unânime dos jurados
Joseph Yohan derrotou Pedro Felix por finalização no 1R

Você pode Gostar de:

Com lutas no SporTV e no Combate, Taura 10 tem cinturões em jogo hoje

Chegou o dia do Taura MMA 10. Com duas disputas de cinturão, a organização brasileira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *