segunda-feira ,21 setembro 2020
Home / MMA internacional / Patrício Pitbull admite entregar cinturão do Bellator caso Patricky seja escalado para disputá-lo

Patrício Pitbull admite entregar cinturão do Bellator caso Patricky seja escalado para disputá-lo

 

patricio-pitbull

 

Campeão peso-pena e leve do Bellator, Patrício Pitbull admitiu a possibilidade de entregar o cinturão até 70kg caso seu irmão, Patricky, seja escalado para ser o próximo desafiante da categoria. De acordo com o potiguar, tudo vai depender do próximo passo de Michael Chandler, que pode ser seguir na companhia ou migrar para um outro evento.

“Ele ficando, o Bellator pode querer que ele faça uma revanche contra mim; ele saindo, Ben Henderson vem de derrota, então o próximo contender seria o meu irmão. Eu não lutaria contra o meu irmão, eu abriria mão do título se ele fosse escalado para lutar pelo cinturão, aí o Bellator teria que colocar outro desafiante, que pode ser o Brent Primus”, explicou Patrício.

O líder da Pitbull Brothers aproveitou para analisar a vitória de Michael Chandler sobre Ben Henderson, por nocaute no primeiro round, em luta realizada no dia 7 de agosto em Connecticut, EUA. Para o brasileiro, o golpe que decidiu o duelo foi mérito total de Chandler.

“Foi uma luta boa, Ben Henderson começou de maneira diferente, foi a primeira vez que eu o vi começar a luta com o pé no acelerador, caiu um para dentro do outro e o Chandler foi feliz na continuação do movimento que ele estava fazendo. Ele chutou, só que de maneira calculada, ficou com a perna na frente, para ficar de canhoto, jogou o direto, acabou nocauteando o Ben Henderson e foi feliz. Foi um bonito nocaute”, elogiou o campeão.

Sem lutar desde setembro do ano passado, Patrício defenderia o cinturão dos pesos-penas em março deste ano em duelo contra o português Pedro Carvalho, combate que foi adiado devido à pandemia do novo coronavírus. De volta aos treinamentos, o brasileiro espera poder fazer a luta ainda em 2020.

“Espero lutar antes de finalizar o ano. Estou nessa peleja aí. As fronteiras estão fechadas, então infelizmente não tenho uma previsão de quando será, mas espero que até outubro eu faça esta luta. Já estou na preparação, me cuidando para não passar muito do ponto, mas também sem ficar parado. Estou mantendo um nível de manutenção”, revelou.

Você pode Gostar de:

Fakhreddine vence Gaúcho e se sagra novo campeão do BRAVE CF; Felipe Silva perde para inglês

  O Brasil tinha dois representantes importantes no card do BRAVE CF 41, realizado nesta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *