sábado ,14 dezembro 2019
Home / MMA internacional / Shogun afirma que pode se aposentar em breve, mas não agora: ‘Se parar, posso me arrepender depois’

Shogun afirma que pode se aposentar em breve, mas não agora: ‘Se parar, posso me arrepender depois’

Embora ainda esteja com 37 anos, Maurício Shogun é considerado um grande ídolo da velha guarda dos entusiastas do MMA. Ídolo do extinto PRIDE e ex-campeão do Ultimate, o atleta subirá novamente ao octógono, neste sábado (16), no UFC São Paulo, para encarar Paul Craig. Com 17 anos de carreira, se engana quem pensa que o curitibano se aposentará após o confronto deste final de semana. Em entrevista ao SUPER LUTAS/MMA PRESS, na manhã desta quinta-feira (16), o combatente afirmou que ainda pretende se apresentar em mais algumas ocasiões.

“Eu encaro cada luta como um sonho. Eu acho que vencer é um sonho. Eu me considero um cara novo ainda, com 37 anos. Eu sei que se eu parar agora, posso me arrepender em um futuro próximo. Pretendo parar em breve, mas não agora”, declarou Maurício.

Conhecido pela agressividade com que trata seus adversários dentro do campo de batalha, o brasileiro acabou tendo um imprevisto para o duelo deste final de semana. Em um primeiro momento, Shogun enfrentaria Sam Alvey na luta co-principal do UFC São Paulo, no entanto, uma lesão impediu que o norte-americano continuasse no card brasileiro

Após a retirada de Alvey, o Ultimate agiu rápido e escalou Paul Craig como novo rival do curitibano. A troca influenciou diretamente na estratégia de treino e de luta de Maurício para este sábado, mas, mesmo após o incidente, o brasileiro se mantém confiante na vitória.

“A troca fez mudar a estratégia. Eu ia lutar com um cara canhoto (Alvey), bom de boxe. Agora, é um cara destro, e que gosta do jiu-jitsu. Então, realmente mudou o treino. Nas duas últimas semanas, eu tive que adaptar os treinamentos e tive que me colocar dentro do jogo do meu adversário. Então, mudou bastante”, disse Shogun.

Com 37 lutas na carreira e um cinturão do UFC no currículo, Maurício, hoje, figura na 13ª posição no ranking da categoria. Uma vitória contra Craing pode fazer com que o brasileiro suba no grupo, que hoje é dominado por Jon Jones, responsável por destronar Maurício em combate ocorrido em 2011.

Paul chega ao Brasil para tentar conquistar a segunda vitória consecutiva sobre um atleta tupiniquim. Em seu último compromisso, o norte-americano bateu Vinicius Mamute, em combate válido pelo UFC Cidade do México. Aos 31 anos, o escocês, especialista no jiu-jitsu, soma 16 combates, com 12 triunfos e quatro derrotas.

Fonte Super Lutas

Você pode Gostar de:

Cotado para voltar em 2020, Marreta fala sobre recuperação e expectativa por nova disputa de título: ‘Estou com fome’

  Derrotado por Jon Jones na decisão dividida em disputa de título que aconteceu no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *