terça-feira ,15 outubro 2019
Home / MMA nacional / Uruguaio vence por nocaute no Max Fight 23, conquista cinturão dos moscas e pede vaga no UFC

Uruguaio vence por nocaute no Max Fight 23, conquista cinturão dos moscas e pede vaga no UFC

 

 

Na estreia em Curitiba (PR), o Max Fight 23 levantou torcida e consagrou novos campeões nas categorias dos moscas e dos médios. Das 14 lutas na noite de sexta-feira (28), três terminaram por nocaute, sete por finalização e quatro foram para a decisão dos juízes.

Na primeira disputa de cinturão do evento, valendo o título no peso-mosca, Clevinho Cândido foi derrotado pelo uruguaio Juan Gonzalez. Logo no início, Juan tentou um chute, se desequilibrou e caiu por baixo. No chão, Clevinho encaixou um justo triângulo, mas o lutador do Uruguai resistiu de forma heroica até o final do round. No segundo assalto, Gonzales voltou decidido, tomou o centro do cage e aplicou bons golpes conseguindo um belo nocaute. Após o combate, o uruguaio disse que gostaria de lutar no UFC Uruguai, que acontece no dia 10 de setembro.

Na disputa pelo cinturão dos médios, o primeiro round teve amplo domínio de Luís Dias que quase finalizou e nocauteou Mário Souza, que de forma surpreendente cresceu no segundo round levando a luta para o chão. Na sequência, o lutador finalizou com uma chave de braço e conquistou o título do Max Fight.

O nocaute mais impressionante da jornada foi do atleta Quemuel Ottoni, que representa a CM Cystem. O lutador acertou um potente cruzado em André Dedé ainda no primeiro round. Vovó do MMA, a atleta Martha Souza, de 42 anos, tem uma neta de um ano de idade. Na luta, a curitibana começou com boa movimentação, mas acabou dominada por sua adversária Daiana Torquato até ser finalizada com um mata-leão no segundo round.

Os organizadores do Max Fight prometem mais duas ou três edições ainda em 2019.

CONFIRA OS RESULTADOS

Max Fight 23
Ginásio do Tarumã, em Curitiba (PR)
Sexta-feira, 28 de junho de 2019

Mário Souza finalizou Luís Felipe Dias com uma chave de braço no 2R
Cristiano Souza derrotou Eduardo Dinis por nocaute no 2R
Alan Moziel finalizou Igor Soares com uma guilhotina no 1R
Juan Gonzalez derrotou Clevinho Cândido por nocaute no 2R
Rangel de Sá derrotou Tamyray Lacerda por nocaute no 1R
Daiana Torquato finalizou Martha Souza com um mata leão no 2R
Quemuel Ottoni derrotou André Dedé por nocaute 1R
Vinícius Chambinho finalizou Bruno “Bolt” com uma guilhotina no 1R
Vitor Petrino derrotou Ewerton Hulk por decisão unânime dos jurados
Ilson Mazzaropi finalizou Lucas Malaco com uma ghuilhotina no 2R
Loibe Neto derrotou George Lucas por decisão unânime dos jurados
Jaqueline Zangada derrotou Andrea Manoel por decisão unânime dos jurados

Lutas Amadoras

Polly Miller e Francisca Ribeiro empataram
Sarah Barwick finalizou Milena Alves com uma chave de braço no 1R

Você pode Gostar de:

Em seu retorno a Belo Horizonte, BRAVE anuncia duelos ‘explosivos’ para 25ª edição

  O BRAVE Combat Federation revelou, na última sexta-feira (9), o card completo do seu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *