terça-feira ,15 outubro 2019
Home / MMA internacional / Khabib diz ‘não se arrepender’ de briga no UFC 229 e lista alvos para se tornar o ‘maior de todos’

Khabib diz ‘não se arrepender’ de briga no UFC 229 e lista alvos para se tornar o ‘maior de todos’

Campeão linear peso-leve do Ultimate, Khabib Nurmagomedov tem luta marcada contra Dustin Poirier – detentor do título interino – para o UFC 242, no dia 7 de setembro, em Abu Dhabi (EAU). Em sua segunda defesa de cinturão na organização, o russo, que está invicto no MMA, com 27 vitórias, se mantém focado no duelo com o americano, mas ainda é constantemente questionado sobre seu último rival, Conor McGregor.

Em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (12), em Londres, na Inglaterra, Khabib foi perguntado se havia algum tipo de arrependimento em relação à briga generalizada ocorrida após vencer o irlandês no UFC 229, em outubro do ano passado, e envolveu equipes de ambos atletas. Nurmagomedov, todavia, não se mostrou arrependido com as consequências do ato, alegando que, se fosse preciso, faria tudo de novo.

“Se eu tivesse a chance de fazer de novo, faria de novo. Talvez fizesse 100 vezes, não me importa. Na Rússia, o arrependimento só atinge quem perde, e eu venci (a luta)”, disparou ele, que descartou a possibilidade – pelo menos por agora – de encarar Conor novamente.

“O que ele fez nos últimos três anos? Foi lutar Boxe. Ele implorou para eu não matá-lo, e agora fala em revanche? Tony Ferguson está na fila e vários outros lutadores com uma sequência de vitórias estão na fila, e não alguém que não fez nada nos últimos três anos. De qualquer forma, agora o foco é em 7 de setembro, contra o Poirier”, afirmou.

Com uma longa invencibilidade de 27 lutas no MMA – e nenhum revés -, Nurmagomedov ainda confessou ter dificuldades para encontrar “motivação” no atual momento de sua carreira. O lutador, inclusive, reconheceu que o duelo contra Conor o “instigou”. Além disso, ressaltou o legado que pretende deixar, citando nomes que planeja enfrentar.

“Meu trabalho mais importante é no cage. A diferença da última luta para essa é que eu preciso achar mais motivação, porque não é uma luta grande como a contra o Conor. Mas é minha segunda defesa de título, tenho que seguir em frente. Estou me preparando para essa luta. Vai ser uma grande noite pra mim, meu legado e para o Dustin (Poirier). Meu legado estará completo quando eu vencer Poirier, (Tony) Ferguson e St-Pierre. Acho que essas vitórias me fariam o maior de todos os tempos”, projetou Khabib, que completou.

“(Poirier) tem muita experiência. Eu o respeito como ser humano, como lutador. Enfrentou muitos caras duros. Na última luta, ele me impressionou com o Boxe, teve bons momentos. Ele não virou campeão interino à toa, bateu Holloway e outros campeões. Mas para mim nada muda. Quando o cage fechar, eu vou vencer mais uma luta”, encerrou.

Você pode Gostar de:

De contrato novo, José Aldo mira categoria dos galos e desafia Henry Cejudo: ‘Aceita a luta, irmão’

  Uma das lendas entre os penas (até 65,7kg.) do MMA, José Aldo, decidiu fazer …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *