domingo ,27 setembro 2020
Home / MMA internacional / Rogério Minotouro afasta chance de aposentadoria: ‘Quero lutar mais’

Rogério Minotouro afasta chance de aposentadoria: ‘Quero lutar mais’

 

O meio-pesado brasileiro Rogério Minotouro foi um dos grandes destaques do UFC Fight Night 137, que aconteceu em São Paulo, no último sábado (22). Lutando pela primeira vez desde novembro de 2016, o baiano conquistou uma bela vitória sobre Sam Alvey, por nocaute técnico.

– Voltei com vontade, até mais do que estava antes. Treinei muito bem este mês. Não queria falar muito, mas mês passado, quando marcou a luta, 45 dias antes, eu estava meio inseguro, 109kg, estava difícil perder o peso, voltar a forma, porque estava zero, sem treinar nada. Tive infecção na perna, fui para o hospital, fiquei 10 dias lá, saí de lá com 110, 111kg. Foi difícil voltar. Estava na cabeça que essa não seria a volta perfeita, com um mês para lutar, cheio de antibiótico no corpo, mas fizemos um trabalho forte de preparação física para tentar recuperar e manter o gás. Fui conseguir o gás nos 10 últimos dias de treino, mas pretendo voltar a lutar novamente. Quero estar de volta, sentir o octógono novamente, enquanto tiver condições de treinar bem, essa lesão nas costas não me deixar de fora, pretendo estar lutando novamente – disse Minotouro.

Com apenas duas lutas desde 2016 e os 42 anos de idade, as perguntas sobre aposentadoria de Rogério são praticamente inevitáveis. O experiente meio-pesado descarta a possibilidade por enquanto, mas admite pensar no futuro:

– É normal pela minha idade. Sou um lutador com 42 anos lutando. No UFC, talvez, não tenham lutadores da minha idade lutando. Tem pouca gente que conheço lutando bem, mas com certeza eu tenho que pensar na época de aposentadoria, não é um assunto fora de cogitação, mas acredito que com a performance de hoje, afaste cada vez mais o tempo de aposentadoria. Pretendo lutar este ano ainda, vou pedir para tentar até o fim do ano ou no início do ano que vem – completou.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Night 137

Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP)

Sábado, 22 de setembro de 2018

Card principal

Peso-meio-pesado: Thiago Marreta derrotou Eryk Anders por nocaute técnico no 3R

Peso-meio-médio: Alex Cowboy derrotou Carlo Pedersoli por nocaute técnico no 1R

Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro derrotou Sam Alvey por nocaute técnico no 2R

Peso-casado (até 64,2kg): Andre Ewell derrotou Renan Barão por decisão dividida dos jurados

Peso-palha: o duelo entre Randa Markos e Marina Rodriguez terminou em empate majoritário

Card preliminar

Peso-leve: Charles do Bronx finalizou Christos Giagos com um mata-leão no 2R

Peso-leve: Francisco Massaranduba derrotou Evan Dunham por nocaute no 2R

Peso-meio-pesado: Ryan Spann derrotou Luis Henrique KLB por decisão unânime dos jurados

Peso-pesado: Augusto Sakai derrotou Chase Sherman por nocaute técnico no 3R

Peso-meio-médio: Serginho Moraes finalizou Ben Saunders com um katagatame no 2R

Peso-mosca: Mayra Bueno finalizou Gillian Robertson com um armlock no 1R

Peso-médio: Thales Leites derrotou Hector Lombard por decisão unânime dos jurados

Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira derrotou Luigi Vendramini por nocaute no 2R

Peso-palha: Livinha Souza finalizou Alex Chambers com uma guilhotina no 1R

Você pode Gostar de:

Fakhreddine vence Gaúcho e se sagra novo campeão do BRAVE CF; Felipe Silva perde para inglês

  O Brasil tinha dois representantes importantes no card do BRAVE CF 41, realizado nesta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *