sexta-feira ,18 outubro 2019
Home / MMA nacional / Quebra de invencibilidades e rock´n´roll na segunda edição do Nação Cyborg

Quebra de invencibilidades e rock´n´roll na segunda edição do Nação Cyborg

Quebra de invencibilidades e rock´n´roll na segunda edição do Nação Cyborg

 

O público de Campo Largo compareceu em bom número no Ginásio Polentão no último sábado, dia 28 de julho, para uma grande festa do MMA nacional. A segunda edição do Nação Cyborg contou com banda de rock na abertura e um show de lutas em cima do ringue, além da presença da campeã peso-pena do UFC, Cristiane Cyborg

No combate principal da noite, o duelo de pesos pesados colocou frente a frente a juventude do até então invicto Kerrison Leal e a experiência de José Rodrigo Guelke. O atleta de Ponta Grossa, no interior do estado do Paraná, superou a jovem promessa da casa na decisão unânime dos juízes. O melhor combate do evento ficou na co-luta principal. Silas Alves bateu a invencibilidade de Rodrigo Caiçara em um duelo sensacional em três disputados rounds.

No card amador, o destaque ficou por conta da rivalidade entre Alisson Murilo e Nathan Maia, dois prospectos do MMA brasileiro. Nathan, que é natural de Paranaguá, no litoral do estado do Paraná, derrotou o curitibano na decisão dos árbitros laterais.

De campeã para Cantora de Rock

Quando a banda curitibana Motorocker subiu ao palco os fãs já estavam empolgados com a presença da melhor banda brasileira de heavy-metal na atualidade. Quando o vocalista chama Cris Cyborg ao palco, a melhor lutadora de MMA do mundo arriscou-se na dança e também no microfone, junto com a banda que também é fã.

Presenças ilustres

Prestigiaram o evento o Grão-Mestre Rudimar Fedrigo, líder da Chute Boxe, o campeão de Kickboxing Célio Rodrigues e a atleta do UFC Jennifer Maia.

Duelo de Announcers e belas Ringue Girls

Nesta edição do Nação Cyborg dois “announcers” foram os responsáveis por conduzir as lutas. Cleiton da Rosa e Viviane Gottardi se revezaram no anúncio dos combates criando uma verdadeira batalha entre dois estilos de apresentação. Para informar os rounds, as beldades Michele Oliveira e Francine Duarte deram um show a parte nos intervalos dos rounds.

Nação Cyborg 2

Sábado, dia 28 de julho de 2018

Ginásio do Polentão – Campo Largo – PR

NO GI

80 Kg: Leandro Santos (Checkmat) finalizou Gustavo Firmino (10TH Planet) com um triângulo aos 2:59 minutos.

BOXE AMADOR

93 Kg: Rafael Ferreira (Chute Boxe) venceu Lucas Amaral (TRM/Fight Only) por desistência no segundo round.

KICKBOXING AMADOR

55 Kg: Flavio Oliveira (Nova Geração) venceu Ericles Aires (Grupo Nocaute) na decisão unânime dos juízes.

57 Kg: Douglas “Cabeleira” (Chute Boxe) venceu Vitor Gabriel (Grupo Nocaute) na decisão majoritária dos juízes.

59 Kg: Diana Cipola (Paraná Vale Tudo) venceu Karen Fernandes (Rasthai Temple) na decisão unânime dos juízes.

55 Kg: Lucineli Wolski (Nova Geração) venceu Paula Abreu (SB Fight Team) na decisão unânime dos juízes.

80 Kg: Leonardo Antunes (Sport Thai) venceu Jhonatan Gouveia (Feras da Luta) na decisão unânime dos juízes.

55 Kg: Thay “Avatar” (Chute Boxe) venceu Maria Heloisa (MM Fight Team) na decisão dividida dos juízes.

70 Kg: Clayton Dias (Killer Bees) venceu Luiz Henrique (Muay Thai Brasil) na decisão unânime dos juízes.

48 Kg: Mariana Campos (Team Sagat) venceu Gabriela “Gabs”(ABMT) na decisão dividida dos juízes.

THAI WRESTLING

80 Kg: Joelir Siqueira (BC Top Team) venceu Alex Lugli (Chute Boxe) na decisão unânime dos juízes.

MMA AMADOR

55 Kg: Felipe Orfeu (Instituto Bom Combate) venceu Mateus Salvatierra (BlackBelt) na decisão unânime dos juízes.

61 Kg: Nathan Maia (Pro Ação) venceu Alisson Murilo (Chute Boxe) na decisão unânime dos juízes.

CARD PRINCIPAL

KICKBOXING PROFISSIONAL

66 Kg: Daniel “Direto” (Killer Bees) venceu Sergio Bernardo (Strikers House) na decisão unânime dos juízes.

MMA PROFISSIONAL

66 Kg: Laertes de Paula (Thai Extreme) venceu Luiz Rogério “Samurai” (Kadoshi MMA) por nocaute técnico aos 36 segundos do primeiro round.

70 Kg: Alan Francis (CM System) finalizou (katagatame) Renan “Trator” (Chute Boxe) aos 1:21 do segundo round.

57 Kg: Silas Alves (Thai Brasil) venceu Rodrigo Caiçara (Instituto Bom Combate) na decisão dividida dos juízes.

120 Kg: José Rodrigo (Team Kadoshi MMA) venceu Kerisson “Baby” (ABMT/Checkmat) na decisão unânime dos juízes.

Você pode Gostar de:

Com disputa de cinturão e votações abertas, Future MMA realiza 10ª edição na véspera do UFC São Paulo

Aproveitando a semana do UFC São Paulo, programado para o dia 16 de novembro, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *