terça-feira ,15 outubro 2019
Home / MMA internacional / Gegard Mousasi vence Rafael Carvalho no Bellator 200 e leva cinturão dos pesos-médios

Gegard Mousasi vence Rafael Carvalho no Bellator 200 e leva cinturão dos pesos-médios

Foto MMA Fighting

O reinado de Rafael Carvalho no peso-médio (até 84kg) do Bellator se encerrou nesta sexta-feira, em Londres. Após três defesas de cinturão bem sucedidas, o lutador carioca acabou vítima do veterano Gegard Mousasi, ex-UFC, que o dominou no evento principal do Bellator 200 e o venceu por nocaute técnico aos 3m35s do primeiro round.

Sem perder desde sua luta de estreia, em dezembro de 2011, Carvalho colocou uma invencibilidade de 15 lutas em jogo junto com seu cinturão. Mousasi, contudo, o dominou desde o início. O veterano de 32 anos rapidamente grudou no brasileiro e buscou a queda incessantemente. Carvalho se levantou algumas vezes e tentou usar a kimura para se livrar da pegada, mas seu adversário não lhe deu espaço até colocá-lo com as costas no solo e passar à montada. O brasileiro tentou girar, mas Mousasi travou seu braço direito e deu uma série de golpes na cabeça com a mão direita, até o árbitro intervir e encerrar o combate.

Nascido no Irã, mas de raízes armênias e naturalizado holandês, Mousasi comemorou com as bandeiras da Armênia e da Holanda. Ele acrescenta o cinturão do Bellator a uma sala de troféus que já inclui títulos nos eventos Strikeforce e Dream. Após ser anunciado vencedor, Mousasi desafiou outro ex-lutador do UFC, Rory MacDonald, atual campeão peso-meio-médio (até 77kg).

– Acho que todo mundo quer ver eu contra Rory MacDonald, então, se ele não amarelar, esta vai ser a próxima luta – disse Mousasi.

MacDonald pediu a mesma luta pelas redes sociais. “Sei que vocês queriam uma defesa de título minha antes de eu lutar no peso-médio, mas eu contra Gegard Mousasi é a luta a se fazer agora, então vamos fazer acontecer?”

Confira os resultados completos do evento:

Bellator 200
25 de maio de 2018, em Londres (ING)
CARD PRINCIPAL
Gegard Mousasi venceu Rafael Carvalho por nocaute técnico aos 3m35s do R1
Michael Page venceu David Rickels por finalização (desistência) aos 43s do R2
Aaron Chalmers venceu Ash Griffiths por finalização técnica a 1m54s do R1

Mike Shipman venceu Carl Noon por nocaute aos 11s do R1
Kate Jackson venceu Anastasia Yankova por decisão unânime (30-26, 30-26, 29-27)
Phil Davis venceu Linton Vassell por nocaute a 1m05s do R3
CARD PRELIMINAR
Jahreau Shepherd venceu Marcin Zywica por nocaute técnico (interrupção médica) aos 5m00s do R1
Walter Gahadza venceu Kent Kauppinen por finalização aos 2m04s do R2
Amir Albazi venceu Iurie Bejenari por finalização aos 3m21s do R1
Charlie Leary venceu Tom Green por nocaute técnico aos 4m58s do R2
Charlie Ward venceu Martin Hudson por nocaute técnico aos 2m23s do R1
Pedro Carvalho venceu Daniel Crawford por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Anatoly Tokov venceu Vladimir Filipovic por finalização aos 56s do R1
Costello van Steenis venceu Kevin Fryer por nocaute técnico a 1m27s do R1
Mike Ekundayo venceu Tom Mearns por nocaute técnico (interrupção médica) a 1m02s do R2

Você pode Gostar de:

Patricky Pitbull vibra com vitória no Rizin e se impressiona com fãs japoneses: “são diferenciados”

  A estreia de Patricky Pitbull no Japão foi perfeita. O potiguar realizou o seu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *