terça-feira ,15 outubro 2019
Home / MMA nacional / WOCS realiza sua quinquagésima edição com show de nocautes e finalizações

WOCS realiza sua quinquagésima edição com show de nocautes e finalizações

Foto Forth Media
Aconteceu no último sábado, 19 de maio, a edição especial de número 50 do Watch Out Combat Show, no Hotel Laghetto Stilo, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.
Na principal luta da noite, Charles “Blackout” e Mateus “Raposinha” mostraram porque foram os escolhidos para a disputa do cinturão peso-mosca da organização. Mostrando um altíssimo nível técnico, os lutadores travaram uma verdadeira guerra, com boas oportunidades para ambos os lados. Impondo o seu jogo de grappling desde o início da luta, Charles “Blackout” conseguiu excelentes posições e, por detalhes, não finalizou o atual campeão peso-mosca do Mr. Cage.
Dono de uma mão pesadíssima, “Raposinha” acertou um belo golpe em “Blackout” e por pouco também não liquidou a fatura. Após três rounds de muita emoção, Charles “Blackout” foi anunciado o vencedor por decisão unânime dos juízes, tornando-se o novo detentor do cinturão até 57kg do WOCS. O atleta, que também já foi o campeão na categoria de cima (até 61kg), entrou para a história da organização, tornando-se o primeiro atleta a ser campeão de duas divisões distintas.
Na co-luta principal, Oton Jasse alcançou a incrível marca de 8 vitórias consecutivas. O atleta da Tata Fight Team iniciou a luta desferindo bons chutes em seu adversário, que logo tentou derrubá-lo. Fazendo jus ao título de “Rei do Triângulo de Mão”, Oton mostrou inteligência e, rapidamente, encaixou a posição, fazendo Alex “Mão de Alicate” dar os três tapinhas.
ANDERSON BRADDOCK E O NOCAUTE DO ANO
Em uma das lutas mais aguardadas do evento, Anderson Braddock confirmou seu favoritismo. A luta iniciou-se a todo vapor, com o atleta da RD Champions, Júlio Cesar Lima, indo com tudo para cima de Braddock. Porém, o veterano do Glory logo se desvencilhou do adversário e nocauteou brutalmente Júlio Cesar Lima, aos 44s do primeiro round. Multicampeão de Kickboxing, que agora pretende focar no MMA, Anderson Braddock mostrou que está preparado para alçar novos vôos no esporte.
MAIS NOCAUTES NO CARD PRINCIPAL
Na segunda luta do card principal, a promessa Caionã “Blade” correspondeu às expectativas dos fãs. O atleta, que agora é companheiro de equipe do campeão Charles “Blackout”, confirmou a boa fase e emplacou a 2ª vitória consecutiva na organização, derrotando Dewis “Espantalho” com um belo nocaute.
E na despedida de Aloísio Dado dos octógonos, foi seu adversário, Antonuce Conceição, quem saiu com os braços levantados. Com um belo nocaute, o atleta da PRVT chegou à sua 25ª vitória na carreira, sendo a 17ª por nocaute.
BAIXINHO E DADUZINHO CONFIRMAM FAVORITISMO
Abrindo o card principal, Alexandre “Baixinho” e Jorge La Terra fizeram grande luta. Representante da PRVT, o paraguaio La Terra foi para cima e teve bons momentos diante do ex-atleta do UFC. Apesar dos sustos, o veterano “Baixinho” fez valer da sua experiência e foi anunciado vencedor por decisão unânime.
Sem sustos, Jamilson Daduzinho dominou Macksuel Laudino do início ao fim e, também por decisão unânime, foi anunciado o vencedor da luta. Daduzinho agora soma 7 vitórias consecutivas e entra na fila para uma futura disputa de cinturão diante do novo campeão-peso mosca Charles “Blackout”.
TROCAÇÃO INSANA E FINALIZAÇÃO RELÂMPAGO
Abrindo o card preliminar, os jovens atletas Fernando Colman e Pedro Farias “Esfirrão” mostraram-se verdadeiros guerreiros e fizeram a luta mais empolgante do card preliminar. Os dois atletas, que aceitaram a trocação desde o primeiro minuto de luta, acertaram golpes duríssimos. Donos de uma resistência incrível, Fernando e Pedro trocaram golpes até o último segundo de luta, o que fez com que os fãs presentes aplaudissem de pé ao final da luta. Com maior volume de golpes ao longo do confronto, “Esfirrão” foi anunciado vencedor por decisão unânime dos juízes.
Outro destaque do card foi o atleta Mateus “Magriça” Brauns. O representante da Tata Fight Team finalizou Johnata Silva com um belo triângulo de mão, assim como seu parceiro de treinos e amigo de longa data Oton Jasse, em menos de 1 minuto de luta. Agora, o peso-mosca de 23 anos soma 4 vitórias em 4 lutas na carreira.
SHOW DE JIU-JITSU PARA FECHAR O CARD PRELIMINAR
Dono de um Jiu-Jitsu de altíssimo nível, Vinícius Bohrer finalizou Taffarel Brasil com um katagatame no segundo round, após um primeiro round de bastante ação.
Na luta anterior, Edcarlos “Peixe” também finalizou o seu adversário. Com um belo triângulo, o alagoano finalizou Patrique Tavares e chegou à sua 3ª vitória consecutiva.
FINALIZAÇÕES TAMBÉM MARCARAM O CARD AMADOR 
Seguindo a tradição que a organização mantém ao longo dos seus 10 anos, o WOCS promoveu ainda três lutas amadoras. Em duas delas, a arte suave prevaleceu. Alexandre “Ja Rule” e Derick Borges venceram suas lutas com belíssimas finalizações, mostrando que têm muito a oferecer na categoria profissional futuramente.
 
WOCS 50
Hotel Laghetto Stilo – Barra da Tijuca (RJ)
Sábado, 19 de maio de 2018
CARD PRINCIPAL
Disputa do cinturão peso-mosca: Charles “Blackout” venceu Mateus “Raposinha” por decisão unânime;
Peso-leve: Oton Jasse venceu  Alex “Mão de Alicate” por finalização (triângulo de mão) no primeiro round;
Peso combinado até 74kg: Antonuce Conceição venceu Aloísio Dado por nocaute técnico no primeiro round;
Peso-mosca: Jamilson Daduzinho venceu Macksuel Laudino por decisão unânime;
Peso-pena: Caionã “Blade” venceu Junior “Espantalho” por nocaute técnico no segundo round;
Peso-meio-médio: Alexandre Baixinho venceu Jorge La Terra por decisão unânime;
Peso-pesado: Anderson “Braddock” venceu Julio Cesar Lima por nocaute no primeiro round.
CARD PRELIMINAR
Peso-leve: Vinicius Bohrer venceu Taffarel Brasil por finalização (katagatame) no segundo round;
Peso-mosca: Mateus “Magriça” venceu Johnata Silva por finalização (triângulo de mão) no primeiro round;
Edcarlos “Peixe” venceu Patrique Tavares por finalização (triângulo) no primeiro round;
Peso-galo: Aleandro Caetano venceu Luan Juruna por finalização (guilhotina) no segundo round;
Peso-leve: Pedro Farias “Esfirrão” venceu Fernando Colman por decisão unânime;
Peso-mosca: Alan Lima venceu Francisco Xavier “Índio” por finalização (chave de braço) no segundo round.
CARD AMADOR
Peso-pena: Alexandre “Ja Rule” venceu Antônio Pitbull por finalização (chave de braço) no segundo round;
Peso-leve: Jairo Pacheco “Mumuzinho” venceu Gabriel Romano por decisão unânime;
Peso-galo: Derick Borges venceu Charles Fernandes “Tchuco” por finalização (chave de braço) no primeiro round.

 

 

 

Você pode Gostar de:

Em seu retorno a Belo Horizonte, BRAVE anuncia duelos ‘explosivos’ para 25ª edição

  O BRAVE Combat Federation revelou, na última sexta-feira (9), o card completo do seu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *